“VAMOS TROCAR A ENXADA PELO FUZIL”


Moacyr Alves Paulino, meu pai, foi candidato a vereador em Ribeirão Preto por duas vezes; 1959 e 1963.

Revolucionário e grande orador aproveitava os comícios de seu partido para fazer uma pregação em favor do Socialismo.

Para apreensão do candidato a Prefeito, Moacyr encerrava sempre sua fala com o bordão:

“Trabalhador, vamos trocar a enxada pelo Fuzil”.

No corpo de seu discurso sempre encaixava a frase:

“Precisamos fazer uma eleição em que os votos sejam as balas de fuzil e a urna o coração de todo mau brasileiro”

Propunha assim uma solução extra-parlamentar e Revolucionária, para ele valores infinitamente maiores do que a vaga de parlamentar que postulava.

No primeiro pleito foi primeiro suplente e nas duas únicas vezes em que assumiu o mandato demonstrou sua firme coerência, o que é narrado em detalhes no livro “Tempo de Resistência”, de minha autoria.

Não foi eleito em nenhuma das duas disputas, mas saiu delas realizado por ter conseguido plantar algumas sementes da Revolução Socialista.

Hoje, 1º de Abril de 2020 Moacyr faria 104 anos. Relembro suas palavras, sua firmeza e sinto o orgulho e a responsabilidade de ser seu filho.

Companheiro Moacyr Paulino, PRESENTE!

FOTO: Luís Carlos Preste e Moacyr Paulino na Rua Olga Benário Prestes, nome de rua dado em homenagem à companheira Olga Benário por Moacyr no execício de seu mandato como vereador em Ribeirão Preto.

51 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo