Exílio no Chile e Detenção em Mendoza

Atualizado: Abr 10

Eu morava como exilado no Chile e com ansiedade aguardava a visita de meus pais, que estavam indo de ônibus para a terra dos “copihues rojos”.

Eis que recebo um telegrama de meu pai dizendo:

“Quedamos detenidos Mendoza”.

De imediato, me assustei.

O que acontecera com eles?

Será que Moacyr trazia do Brasil alguma coisa comprometedora?

Rapidamente contatei companheiros chilenos dos partidos de esquerda e, entre outros, falei com meu grande amigo Julio Stuardo Gonzáles, do Partido Socialista chileno, que depois seria Intendente de Santiago.

Todos se preocuparam e passaram a acionar seus contatos na vizinha Argentina, para obter informações sobre os viajantes.

Com rapidez conseguiram a informação de que houvera uma nevasca em Mendoza, o que fez com que daquela cidade ficasse impossível de se chegar ao Chile durante alguns dias.

Três dias depois, Moacyr e Cida chegam a Santiago contando suas peripécias e eu aprendi que a palavra “detenido” em espanhol não significa apenas “preso em cadeia”.


31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo